Se voce tiver alguma sugestão e/ou reclamação, por favor, envie um e-mail para: progmusicparadise@gmail.com
If you have any suggestions and/or complaints, please send an email to: progmusicparadise@gmail.com

quinta-feira, 19 de setembro de 2019

Atlantide - Atlantide - 1976 (Progressive Rock {França})

Atlantide, da França, é amplamente considerada como um dos principais projetos dos anos 70 do produtor e engenheiro musical Jean-Pierre Massiera, em vez de ser destacada como um conjunto de vida curta. Enquanto o seu álbum único e auto-intitulado falhou no caminho para a popularidade e a promoção, ele é bastante apreciado pelo tratamento francês clássico, obscuro e raro que ele reflete. A infindável atividade de Massiera e suas amplas realizações são prolíficas demais para serem abordadas aqui. Seus outros projetos notáveis ​​(se não apenas) de prog rock foram Visitors (1974 e 1981), After Life (1975) e Human Egg (1978). Ele também apareceu como vocalista convidado no primeiro álbum da Wapassou.

Em termos de musicalidade, Atlantide é metade de uma reunião, com o guitarrista Bernard Torelli (guitarras) e o vocalista Patrick Atrali se juntando mais uma vez, após a experiência da Visitors, um ano antes. Jean-Marc Mountain (Orion, Carpe Diem brevemente) também foi convidado, principalmente tocando bateria no álbum. Jean-Luc Cream (bongô) e o baixista Aldo Lacomelli, que completam a formação, tocaram com Atrali em dois projetos paralelos diferentes. Mas na base da Atlantide está a soma conceitual das composições de Massiera, esboços e expectativas vocais instrumentais, tudo inspirado pela abordagem futurista do mito antigo do pintor Jean-Claude Perrouin. O próprio Perrouin encomendou a obra musical, posteriormente fornecendo uma de suas telas para a arte da capa.

Fazer um brainstorming dos esboços iniciais, dominar as melodias, empurrar os arranjos para o complexo, modular, ramificar ou ensaiar durante muitas sessões noturnas - tudo isso durou mais do que a gravação, que foi feita rapidamente, sem restrições, em cinco semanas. Mesmo aqui, porém, as mudanças dificilmente cessaram, abrangendo desde novos sons de estúdio e overdubbing até a adição de novos instrumentos, como o mellotron inicialmente ausente ou a sitar (Torrelli tocando os dois).

A forma final de "Atlantide" foi uma apresentação de cinco peças e 30 minutos. Foi lançado em 1976 no Crypto, mas, como mencionado anteriormente, a falta de promoção, shows e recepção imediata prejudicaram o sucesso do trabalho - e levaram os artistas a abandonar o projeto logo depois. Torelli foi o único artista que realmente continuou trabalhando com Massiera, principalmente em Human Egg ou na JMP & Co.. Musea relançou este álbum em 1994, com quatro faixas bônus, surpreendentemente da Human Egg, em vez de serem tomadas estendidas ou material não gravado da Atlantide.

⭐⭐⭐⭐⭐

France's Atlantide is widely regarded as one of the major projects of the 1970s by music producer and engineer Jean-Pierre Massiera, rather than being featured as a short-lived ensemble. While his unique, self-titled album has failed on the road to popularity and promotion, it is greatly appreciated for the classic, obscure and rare French treatment it reflects. Massiera's endless activity and vast accomplishments are too prolific to be addressed here. His other notable (if not just) prog rock projects were Visitors (1974 and 1981), After Life (1975) and Human Egg (1978). He also appeared as a guest vocalist on Wapassou's first album.

In terms of musicality, Atlantide is half of a reunion, with guitarist Bernard Torelli (guitars) and vocalist Patrick Atrali joining once again after the Visitors experience a year earlier. Jean-Marc Mountain (Orion, Carpe Diem soon) was also invited, mainly playing drums on the album. Jean-Luc Cream (bongo) and bassist Aldo Lacomelli, who complete the lineup, played with Atrali on two different side projects. But at the base of Atlantide is the conceptual sum of Massiera's compositions, sketches and instrumental vocal expectations, all inspired by the futuristic approach to the ancient myth of painter Jean-Claude Perrouin. Perrouin himself commissioned the musical work, later providing one of his canvases for the cover art.

Brainstorming the initial sketches, mastering the melodies, pushing the arrangements into the complex, modulating, branching or rehearsing over many evening sessions - all lasted longer than the fast, unrestricted recording in five weeks. Even here, however, changes have hardly ceased, ranging from new studio sounds and overdubbing to the addition of new instruments, such as the initially absent or sitar mellotron (Torrelli playing both).

The final form of "Atlantide" was a five-piece, 30-minute presentation. It was released in 1976 on Crypto, but, as mentioned earlier, the lack of promotion, concerts and immediate reception detracted from the success of the work - and led the artists to abandon the project soon after. Torelli was the only artist who actually continued to work with Massiera, mainly on Human Egg or JMP & Co.. Musea re-released this album in 1994 with four amazing tracks, amazingly from Human Egginstead of being extended takes, or unrecorded material from the Atlantide bulk.

Músicos
Patrick Attali - vocais
Bernard Torelli - guitarras, sitar, mellotron
Aldo Lacomelli - baixo, vocais de fundo
Jean-Marc Moutain - bateria, vocal de apoio
Jean-Luc Crema - bongôs, tumbas
Jean-Pierre Massiera - vocal de apoio

01. Atlantide
02. Le regard des dieux
03. Images
04. Soleil noir
05. Rêverie
06. Egg (bonus)
07. The lonely man (bonus)
08. Rainbows all around (bonus)
09. Delusion (bonus)

Mp3 320kbps and full artworks: enjoy!

Atlantide - Atlantide - 1976 (full album)

Nenhum comentário: