Se voce tiver alguma sugestão e/ou reclamação, por favor, envie um e-mail para: progmusicparadise@gmail.com
If you have any suggestions and/or complaints, please send an email to: progmusicparadise@gmail.com

segunda-feira, 18 de novembro de 2019

The Three Wise Monkeys - Isolation (EP) - 2020 (Neo-Progressive Fusion Rock {Austrália})

Desta vez o blog apresenta o trabalho da banda The Three Wise Monkeys que está para lançar seu mais novo EP "Isolation",  agora no início de 2020. As datas são:

22 de novembro: lançamento do single "Procrustes"
 13 de dezembro: lançamento do single "Svengali"
 17 de janeiro: lançamento do single "Durka durka"
com o lançamento do EP "Isolation".

Os álbuns anteriores da banda foram gravados em estúdios chiques, geralmente com a banda montada no estúdio principal, tocando todos juntos em uma tomada (como fez a The Beatles), enquanto a plataforma de Protools funcionava desacompanhada.

O EP "Isolation" representa, para a banda, a próxima evolução de seu processo de gravação: acompanhando “ao vivo” no estúdio, mas em salas completamente isoladas, para que cada um dos três instrumentos seja gravado da maneira mais pura possível.

BIOGRAFIA

A The Three Wise Monkeys começou em novembro de 2009, logo após o baterista original, Liam Chandler, terminar seus exames na Final School. Livres do estresse do ensino médio, Kypo, Alex e Liam tocaram pela primeira vez um pequeno número engraçado chamado "John Mayer is a douchebag", que tem vida própria no Spotify com 30.000 plays.

Começando na noite local do Jam no Albion Hotel, o trio começou a aparecer em um espaço de 15 minutos, com algumas músicas que formaram seu primeiro EP "Nº 1" e, por uma piada, adotou o nome The Three Wise Monkeys, que ficou preso. O grupo foi convidado por muitos artistas a apoiar os shows originais, lançando outro punhado de músicas no EP "Nº 2", incluindo a popular "Waxer".

O álbum "Red" foi lançado logo depois, com a faixa de destaque "Shamozal", que apresenta um riff de 11/8 slap bass e definiu o caminho a seguir para a The Three Wise Monkeys, tanto em termos de sonoridade quanto tecnicidade. Logo se espalhou a notícia sobre essa louca banda instrumental do promotor Mike, do Birds Robe Collective.

Ele organizou a banda para abrir o Featherfest em 2013 e o Sydney PROGFEST em 2014, onde tocaram músicas exclusivamente de seu último lançamento, "Perihelion".

O primeiro single "Evolutions" foi apresentado em um movimento underground do Soundcloud, chamado Cloud Killers, onde ganhou mais de 50.000 plays e ficou em segundo lugar no FierceBark Charts, competindo contra entradas de dubstep e EDM.

O futuro parecia brilhante para a The Three Wise Monkeys. As músicas estavam sendo tocadas em todo o mundo graças a programas de rádio como Friday Night Progressive em Nova Iorque, e entrevistas no Guitar Radio Show de Austin. A banda tinha muito interesse do exterior e a bordo, quando ocorreu um desastre: Liam, o baterista original, que havia acabado de terminar um curso de música de três anos, decidiu que precisava de uma pausa na música.

Após um hiato de três meses, Alex e Kypo começaram a rastrear seu próximo álbum, "False flag", usando esboços do iPhone como modelo. Incapaz de fazer uma turnê para promover o álbum "Perihelion", os caras entraram em alguma promoção de guerrilha, para manter o interesse na banda e no álbum.

Para a sorte, um novo baterista foi encontrado: Brendon Waterman, 18 anos de idade e cheio de energia musical. A banda revigorou-se, mudando-se para o estúdio na casa de Brendon e gravando rapidamente duas músicas para o inédito EP “Pseudomonarchia daemonuem”, que teve a faixa "Acheron" lançada na compilação "PROGEST (2015)".

Em 2014, o novo trio teve a oportunidade de acessar o estúdio da UWS com o diploma de graduação em música de Alex. A sala principal do estúdio era famosa por seus tetos altos e tratamento acústico. Terminar o rastreamento do álbum "False flag" completou o ano. O lançamento do "False flag" foi cercado por dificuldades técnicas, com o CD Baby adiando o lançamento, embora faixas como "Mimicry (A guitar story)" tenham encontrado vida no Youtube, ganhando mais de 20.000 visualizações, 83.000 visualizações no Facebook.

A falha na ignição levou a banda a continuar seu mandato em estúdio em 2015 com o conceito de improvisar música e produzi-la no estilo de "Bitches brew" de Miles Davis, usando uma variedade de improvisações gravadas na pós-produção para desenvolver composições. O tempo todo, filmando o processo e envolvendo os fãs nas mídias sociais. O primitivo “Noob” foi a primeira faixa executada dessa maneira, e impressionou os seguidores, com mais de 84.000 visualizações.

Ganhou-se confiança na abordagem, com faixas como “Shoegazer” sendo uma peça improvisada única de uma só vez. As faixas do álbum “Progetto arte” prestam homenagem à forma musical improvisada, com seu primeiro single “Panopticon” tendo mais de 269.000 visualizações no Facebook.

2016 viu o 3WM sair do estúdio pela primeira vez em 2 anos para se apresentar a pedido da PLINI para apoiar seus shows de regresso a casa. A banda seguiu com uma curta turnê na costa leste com companheiros de metal Diminish he Gods antes de ser convidada para encabeçar o Vision Fest 2016 em Adelaide, que contou com o trio fazendo uma masterclass na ARMI School of Rock.

O sucesso da viagem viu o 3WM voltar para Adelaide em 2017 para o Adelaide Guitar Festival e tocar 4 shows antes de viajar pela Austrália regional, e uma turnê pela costa leste que contou com a banda no programa Live @ Spectrum Television, tocando 3 das músicas mais solicitadas.

No final de 2017, a banda entrou no novo estúdio de isolamento da UWS como parte dos estudos de Alex na pós-graduação, gravando três peças improvisadas para a tese de Alex. Enquanto estava no estúdio, o trio gravou três novas músicas que aparecem no EP "Isolation". Muitas dessas músicas foram interrompidas na turnê regional, e as apresentações ao vivo estavam em seu nível mais alto.

Em 2018 e 2019, a banda se concentrou uma vez no estúdio, escrevendo 12 novas músicas que são altamente esperadas para serem lançadas em 2020. Por enquanto, a banda quer dar aos fãs um "teste de sabor" com o tão aguardado EP "Isolation"

⭐⭐⭐⭐⭐

This time the blog features the work of the band The Three Wise Monkeys about to release their newest EP "Isolation" now in early 2020. The dates are:

November 22: Release of the single "Procrustes
December 13: Single release "Svengali"
January 17: Release of the single "Durka durka"
with the release of the EP "Isolation".

The band's previous albums were recorded in upscale studios, usually with the band set up in the main studio, playing all together in one outlet (as The Beatles did), while Protools' platform ran unattended.

EP "Isolation" represents, for the band, the next evolution of their recording process: accompanying “live” in the studio, but in completely isolated rooms, so that each of the three instruments is recorded as pure as possible.

BIOGRAPHY

The Three Wise Monkeys started in November 2009, shortly after the original drummer Liam Chandler finished his final school exams. Stress-free from high school, Kypo, Alex, and Liam first played a funny little number called "John Mayer is a douchebag", which has its own Spotify life with 30,000 plays.

Starting on Jam's local night at the Albion Hotel, the trio began to appear within 15 minutes, with some songs that formed their first EP "No. 1" and, by a joke, took on the name The Three Wise Monkeys, which was stuck. The group was invited by many artists to support the original shows, releasing another handful of songs on EP "No. 2", including the popular "Waxer".

The album "Red" was released shortly thereafter with the featured track "Shamozal" featuring an 11/8 slap bass riff and set the way for The Three Wise Monkeys in both sound and technicality. Word soon spread about this crazy instrumentalist from Birds Robe Collective's promoter Mike.

He organized the band to open Featherfest in 2013 and Sydney PROGFEST in 2014, where they played songs exclusively from their latest release, "Perihelion".

The first single "Evolutions" was performed in an underground Soundcloud movement called Cloud Killers, where it won over 50,000 plays and placed second in FierceBark Charts, competing against dubstep and EDM entries.

The future looked bright for The Three Wise Monkeys. The songs were being played around the world thanks to radio shows like Friday Night Progressive in New York, and interviews at the Austin Guitar Radio Show. The band had a lot of interest from abroad and aboard when a disaster struck: Liam, the original drummer, who had just finished a three-year music course, decided that he needed a break in music.

After a three-month hiatus, Alex and Kypo began tracking their next album, "False flag", using iPhone sketches as a model. Unable to tour to promote the album "Perihelion", the guys went into some guerrilla promotion to maintain interest in the band and the album.

Luckily, a new drummer was found: Brendon Waterman, 18 years old and full of musical energy. The band reinvigorated themselves by moving to the studio at Brendon's house and quickly recording two songs for the all-new EP "Pseudomonarchia daemonuem", which had the track "Acheron" released on the "PROGEST (2015)" compilation.

In 2014, the new trio had the opportunity to access the UWS studio with Alex's undergraduate degree in music. The studio's main room was famous for its high ceilings and acoustic treatment. Finishing the album track "False flag" completed the year. The release of the "False flag" was beset by technical difficulties, with CD Baby postponing the release, although tracks like "Mimicry (A guitar story)" found life on YouTube, gaining over 20,000 views, 83,000 views on Facebook.

The misfire, lead to the band carrying on with their studio tenure in 2015 with the concept of improvising music and producing it in the style of Miles Davis' "Bitches brew", using a variety of recorded improvisations in post production to develop compositions. All the while, filming the process and engaging fans on social media. The very primitive “Noob” was the first track executed in this fashion, and struck nerve with the followers,  with over 84,000 views. 

Confidence in the approach was gained with tracks such as “Shoegazer” being a one time only "one take” improvised piece. The tracks for the "Progetto arte" album pays tribute to the improvised music form, with its lead single “Panopticon” having over 269,000 views on Facebook.

2016 saw 3WM come out of the studio for the first time in 2 years to perform at the request from PLINI to support his homecoming shows. The band followed up with a short East coast tour with metal mates Diminish he Gods before being asked to headline the 2016 Vision Fest in Adelaide which featured the trio doing a masterclass at the ARMI School of Rock

The success of the trip, saw 3WM head back to Adelaide in 2017 for the Adelaide Guitar Festival and play 4 shows and an east coast tour which featured the band on the Live @ Spectrum Television show, performing 3 of there most requested tunes. 

In late 2017, the band entered the new isolation studio at UWS as apart of Alex’s post grad studies, Recording 3 improvised pieces for Alex’s thesis. Whilst in the studio , the trio recorded 3 new songs that feature on the "Isolation" EP. Many of these songs, were broken in on the road from the regional tour, and the live performances were at their peak level.

In 2018 and 2019, the band concentrated once for in the studio, writing 12 new songs which are highly anticipated to be released in 2020. For now,  the band wants to give the fans a "taste test" with the eagerly awaited EP "Isolation".

Como este é o lançamento do novo EP da banda, não há links para download disponíveis.
As this is the release of the band's new EP, there are no download links available.

Membros
Alex King - baixo
Brendon Waterman - bateria
Kypo - guitarra

Encontre-os aqui:
Find them here:

• FACEBOOK 

• BANDCAMP 

The Three Wise Monkeys - Procrustes - 2019

Nenhum comentário: